TOPDesk

Entrevista

Publicado em 01/10/2012 em Gerente de projetos,SUPORTE - A Série

Vida de Suporte

33 Comentários

Danilo L. disse:

…em T.I. eu não acho que aconteça muito disto!….

André Farias disse:

@Danilo L. Eu “disconcordo” de você…

Marcos Antonio Gumiero disse:

Depende Danilo. Se o RH não tiver nenhuma idéia sobre experiencias e certificações, ele vai pelo terrível senso comum de que quem tem curso superior é mais qualificado. (de forma alguma estou desmerecendo cursos superiores, acho totalmente indispensável)

Amanda Dianni disse:

Conheço uma certa multinacional super famosa do ramo de TI, que não se importa se você tem algum conhecimento na área ou não, desde que saiba falar inglês –‘

ze disse:

Hahaha… se você tiver falando de pós-graduação, o que acontece é justamente o contrário. =)

Adriana disse:

Isso acontece em qualquer lugar onde a equipe de RH seja composta por formados sem nenhum tipo de conhecimento específico da área que pretende contratar.
Empresa que trabalha direito contrata alguém só DEPOIS da pessoa ter passado pela área que solicitou a contratação.
Eu tive 1 semestre de RH (em um curso superior na área de informática) só pra saber como é que esse pessoal trabalha.
Geralmente, em área “humanas”, eles dão valor demais para títulos e papéis…

José da TI disse:

@Amanda Dianni KKKKKKKKKKKK. Sei exatamente qual é a empresa que você se refere.

Bem, realmente é complicado o esquema aí. O que acontece é a falta de alinhamento do gestor da áera com o RH para definir o perfil adequado para a vaga. Realmente isso é bom pra quem forma e tem o seu devido valor! Formar e computação, sofrer anos fazendo cálculo, e matemática aplicada pra ver no final sua vaga “roubada” por alguém que só tem mais experiência do que você é sacanagem… Quando eu for gestor vou fazer a mesma coisa.

Henrique disse:

Acho que deveria variar pela especificidade da vaga.
Dependendo da área certificação mostra mais entendimento que curso superior.

Eduardo disse:

ahaha…é fato nos últimos anos…não me admira existirem muitos problemas na área…

Luís Fernando disse:

Ri horrores porque isso aconteceu comigo… Sou professor de Filosofia e ganhei uma vaga numa empresa de TI apenas porque tinha graduação e porque a prova teórica da seleção foi em Lógica Matemática. Como Lógica é disciplina da Filosofia, me dei benzaço!

Guilherme Cahú disse:

O problema é que o que o mercado comum pede são profissionais com habilidades que pode ser adquiridas até mesmo fora de uma universidade. Não que seja exatamente um problema, mas em relação a uma formação universitária, aquela especialização em IA ou em Sistemas Distribuídos não deverá encontrar muitas ofertas por aqui, a não ser que o profissional vá para o exterior (e daí voltamos àquela velha história do exterior oferecer melhores oportunidades de trabalho – não apenas em relação ao salário).

luis disse:

Nao eh bem assim nao…

Elcio disse:

Assim como certificações adquiridas na “decoreba”, como eu já vi ocorrer, um cara não dominar uma tecnologia na qual o mesmo era certificado…

Zhu Sha Zang disse:

O negócio é ser médico. Ninguém vai te perguntar o que você faz, e você ainda vai andar de carrão novo sempre.

E foda-se quem não pode pagar pela consulta.

Brasil, um país de tolos.

Victor disse:

Acho que é completamente o oposto, mesmo que você tenha experiência acima de qualquer outro candidato com certificado e ainda possuir um pós-graduação o candidato com certificado ficará com a vaga mesmo que ele não tenha experiência pratica.

L3O07 disse:

Essa daí é a entrevista de uma pessoa q trabalha comigo, infelizmente! =/

José da TI disse:

@Elcio

Realmente, mas ter uma certificação é melhor do que não ter, né? Realmente tem gente que não tem certificação e é melhor do que algumas que tem, mas a certificação é a garantia de que pelo menos alguma coisa você sabe.

Victor disse:

Essa daí é a entrevista de uma pessoa q trabalha comigo, infelizmente! =/ ²

Colorado disse:

Em outras áreas acontece isso também, eu estou agora fazendo contábeis, mas tenho 12 anos de experiência na área e já perdi muito cargo bom porque não tinha a graduação concluída.
Fora alguns processos internos de uma empresa que eu treinava o cara pra ser meu chefe.

Bitetti disse:

Excesso de valorização do diploma é q é o problema. Por isso que as firmas devem dar incentivos pro profissional se atualizar ou dando apoio pra ele se formar ou pagando um salário digno.
Conheço muitos profissionais bons por ai que só não tem faculdade porque não podem pagar (esse povinho que acha q deve ter o diploma valorizado porque teve um bom “paitrocinio” que se dane) ou pq a mais próxima de sua área de atuação está muito longe.

Ed Michel disse:

O grande problema é que as competências de cada profissional devem ser evidentes, a certificação ajuda, mas você deve saber demonstrar que sabe colocar toda a teoria em prática!

Parreira disse:

Trabalho na área de suporte e não tenho formação superior, só fui contratado porque precisavam de uma pessoa com urgência (cai de pára-quedas). Nessa mesma empresa participei de uma seleção para escolher um para trabalhar comigo, tinha um que estava se formando que não soube me responder o básico.

Deko disse:

nem sempre um profissional “formado” em algo é realmente competente, caso de meu pai que exerce hoje a função de analista e tem apenas o ensino médio completo, não conseguiu fazer uma faculdade em sua época (mais por que não desejou mesmo)

entretanto não foi tão “descuidado”, aproveitou os cursos na area de tecnologia, programação em java, DB e hoje com 65 anos, é difícil alguém tirar ele pela pura experiencia que conseguiu…..

Luis Graciano disse:

Hehehehehehhe.

Comigo não aconteceu exatamente isso, mas próximo, soou formado em filosofia, mas desenvolvedor ABAP hehehehe

rodrigo orestes disse:

(experiência > certificação) >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> curso superior !

no curso superior (ao menos na área de TI) vc não aprende PORRA nenhuma …. vai ficar um cavalo branco no setor.

ps: certificação tem que ter conhecimento, se for estilo decoreba, ae pode cortar a cabeça do cara no período de experiência !!

leandro bastos disse:

rodrigo orestes
Não concordo contigo, as faculdades é que são horríveis. Eu aprendi de +++++++++ no meu curso que por sinal é Tecnólogico de 3 anos e meio. Mas aprendi muito mesmo, sem falar na base que me deu que foi tão boa que me adapto facilmente a quase todo novo conhecimento relacionado à tecnologia. Ñ sei se é permitido mas vou falar curso realizado na FATESG-SENAI.
Dou graças a Deus por ter escolhido um curso superior tecnológico em vez de uma graduação. Mas creio que vai muito da metodologia escolhida pela instituição de ensino.

Bruno disse:

Bom, posso dizer sobre o meu caso.
Na empresa em que estou e na anterior, concorri com pessoas que tinham faculdade e eu nem o técnico tenho. Aprendi tudo trabalhando com excelentes profissionais e fuçando na web. Hoje, já sou programador pleno, cuidando de todos os projetos da empresa. Eu creio que um diploma tem que ter conteúdo. Como assim? Tudo depende de você. Se você ‘financiou’ seu canudo, pode até ter mais chances de entrar em uma empresa, mas cedo ou tarde pode acontecer de verem que você não preenche a vaga. Agora se você realmente estudou e entende bem o que sua profissão exige, com certeza terá oportunidades a altura.

Will disse:

A verdade é que as faculdades não estão formando, bons programadores. Cursos de TI estão mais focados em Administração do que realmente a programação.

Muitos profissionais com vasta experiências são recusados por não ter um diploma.

Enquanto diplomados sem qualquer conhecimento de vivencia profissional tem os espaços garantidos.

Não quero generalizar.

PS: Todos os cursos que eu fiz até hoje, apenas abriram minha cabeça. O resto tive que aprender no dia-a-dia.

Eduardo x disse:

A área de TI tem espaço para todos. Vejo nossa profissão sendo marginalizada. Não temos uma regulamentação, algo que traria mais responsabilidade para os profissionais porém viria junto segurança, sindicato que funcione, etc. Da forma que estamos qualquer pessoa que ler algo do tipo “aprenda java em x dias” entra no mercado de TI. Não deve ser por aí não. Respeito muito os cursos de graduação, tecnológicos, técnicos e cursinhos, mas cada um deve atuar segundo a sua formação. Se aparecer um Rain Man que sabe horrores de TI e não fez faculdade, esse cara pode se dedicar mais um pouco e fazer alguma graduação em TI. Engraçado, se eu abrir um consultório e for clinicar pessoas posso ser processado por falsidade ideológica. Mas qualquer um pode se intitular Analista de Sistemas sem nunca ter recebido oficialmente esse título.

Eu sou analista de RH e posso dizer por experiência que isso acontece demais.

Felipe disse:

Eu até fazia um curso superior em TI numa universidade federal, mas arrumei um estágio, depois fui contratado, e por fim ABANDONEI meu curso. A faculdade estava atrapalhando minha carreira. Acho que o que ensinam lá é muito importante e coisa e tal, e alguém no mundo deve saber aquelas coisas. Só não serve pra mim. Nem serve pro trabalho que eu faço. Tudo que aprendi foi por conta própria, na prática ou através de cursos. Já trabalho há 5 anos com desenvolvimento de software. Inclusive estou agora liderando uma equipe. Repito, acho que aquilo tudo que ensinam lá é importante. Para o mundo acadêmico talvez. Pro mundo corporativo, o que importa são muitas outras coisas.

Leandro disse:

Acreditem ou não… sou realmente formado em Filosofia, mas hj trabalho como profissional de TI e suporte em soluções de automação comercial e, apesar de não ter curso superior na área, modéstia à parte, sou mto melhor q a maioria dos diplomados q conheço, com raras exceções…

Deixe uma resposta

© 2016 Vida de Suporte | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro