TOPDesk

O quê você quer ser quando crescer?

Publicado em 19/11/2011 em Coffee Break,SUPORTE - A Série

Vida de Suporte

Essa tirinha é inspirada numa charge genial do Henfil que li a muitos anos atrás. Infelizmente não tenho mais essa charge e não a achei na internet, mas abaixo segue o texto:

Diálogo entre uma mulher e um menino:

– Que que você quer ser quando crescer?
– Ladrão!
– Ah, meu filho… mas pra chegar lá, tem que estudar muito!

Para ver mais tirinhas da série ‘Coffee Break’ é só Clicar Aqui!

25 Comentários

Remedios disse:

Hahahahaha!

Muito boa!

Luciano disse:

Veja o lado bom, pelo menos ele não quer trabalhar com suporte…

Alex Facundo disse:

Antes Hacker do que Jogador kkkkkkkkkk

Tania disse:

Pelo que pesquisei, esse quadrinho é do livro do Henfil “Diretas já” Ed Record, 1984

EU lembro dessa tira do henfil! Era relacionada aos políticos! Mas a sua versão ficou muito legal tbm!!!

André Farias disse:

Valeu Tania, vou ver se ainda tem pra vender!

Ramon Rocha Moreira disse:

Nem aqui voces sabem a diferença de um Hacker para um Cracker? Assim fica f*da criticar outros meios…

Daniel Belmiro disse:

Pra ser ladrão tem que ter ensino superior, assim quando ser preso tem prisão especial

thiago disse:

pq tem gente que é tão paranóico em separar hacker/cracker? curta a tirinha (que por sinal é maravilhosa, parabéns, andré)l e deixem essa coisa paranoica.

J-Chist disse:

Ramon Rocha Moreira
novembro 19, 2011 at 15:29

O suporte sabe a diferença, mas o guri ia saber?

Daniel disse:

Ramon Rocha Moreira

_______________________

vc pode levar em conta que quem disse foi o menino, né?!

Ramon Rocha Moreira disse:

ér, parando pra pensar e ver a situação geral, falei besteira…

Agatha Borboleta disse:

Tudo bem q eu n trab com suporte mas eu tb n sabia a difereça XD

Victor Mello Floriano disse:

Só para esclarecer uma coisa. Hacker é diferente Cracker.

Quem toma atitudes ilícitas é cracker(criminal hacker).

Jéssica PJ disse:

bom, essa tirinha eu achei tosca… mas as outras são boas..

Thamos disse:

Já se foi o tempo em que pra ser “ladrão” em Brasilia era necessário ter estudo. Lembrem-se do Tiirica.

André Farias disse:

Jéssica PJ, por quê você não gostou?

Sempre tem gente ficando com raiva porcausa desse negócio de hacker e biscoito de sal (cracker). Véi, qual o problema. A língua é pra ser entendida, não dissecada. Isso só tem alguma importância (e bem pequena) no meio acadêmico. Larga o osso metidos a sabe-tudo!

Matusalem disse:

– Que que você quer ser quando crescer?
– Hacker!
– Ah, meu filho… mas pra chegar lá, tem que estudar muito!

Random disse:

Esse negócio de confundir “hacker” com “cracker” e vice-versa realmente me incomoda.
Realmente, como o Eduardo falou, “língua é pra ser entendida”. Mas eu tive que ler o post inteiro pra ter certeza quanto a que tipo de hacker o menino se referia. Não entenderia direito lendo só a tirinha.

HNP disse:

Pode não usar “moicano”, mas ainda existe alguma chance se usar “dreads”…
http://news.cnet.com/i/bto/20090730/Moxie_270x378.png (Moxie Marlinspike)

Edu Bueno disse:

Pode não usar “dreads”, mas ainda existe alguma chance de se usar “DevilLock” ?

http://farm3.static.flickr.com/2189/2230896960_6d1e125d47.jpg

Deixe uma resposta

© 2016 Vida de Suporte | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro