TOPDesk

Estressado

Publicado em 22/03/2014 em Histórias Reais,SUPORTE - A Série

Vida de Suporte

As situações do “No Service”, Internet normal e do cliente que não gosta de incomodar, foram baseadas em histórias reais enviadas por Roberto Ferreira, Magno Brito e Flávio Theos.


32 Comentários

Renan disse:

Dizem que ao praticar tarefas estressantes é bom forçar um sorriso =)

Vini disse:

A da internet dou toda a razão pra usuária KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Tarciano Vieira da Silva disse:

Concordo com o Vini e com a usuária da “internet lenta”…

Gudang disse:

@renan boa sorte com isso, babacão

Aroldo disse:

Quem sou eu? # whoami -a

França disse:

Meu dia a dia na Spread… kkkkkk

Na empresa onde trabalho a internet sempre é lenta,os programas que usamos também.Se toda vez que a rede estiver lenta eu ligar pro setor de TI ou passar um spark, pra dizer que a net ta parada,caiu ou coisa do tipo ‘F”…O normal é o suporte responder sempre com muita má vontade, imagina se eu sempre ligar.Coisa de doido…Apoio total a usuária…

André disse:

O da internet lenta, no brazil até passa, pois é isso que temos… agora esse que não gosta de ficar incomodando, me identifiquei um pouco, hehehe…

Rodrigo disse:

@Gudang, parabéns pela falta de educação. São pessoas como você que mantém o país como está.

Eduardo disse:

ha – ha – ha; usuário final primeiro Fode tudo para depois trazer o problema inicial, internet ser lenta não tem nada a ver como departamento de TI.
Quanto a sistema lento salvo por questões financeiras e burocráticas, o sistema só fica lento pq usuário final só faz caca

Michel disse:

Esse do “não gosto de ficar incomodando” é bem eu qdo vou atender algum usuário(às vezes).

Internet lenta nem sempre a responsabilidade é do setor de TI. Lembro-me de um tempo atrás q a Vivo Telefônica teve problemas e fuuu para as pessoas e empresas q tinham serviço de internet dessa empresa.

E onde eu trabalho, tem um sistema(sistema pago q não é gerenciado por nós) q vários setores usam. Às vezes esse sistema é que está lento e os usuários associam como se o computador ou internet estivessem lentos.

Ai vai lá eu explicar que “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”

Não seja por isso… ontem após preparar toda a máquina do cliente, verifiquei que a mesma estava com a NET da GVT extremamente lenta, Ao solicitar que ele ligasse para o atendimento para verificar o problemas , a resposta que obtive foi: “é assim mesmo.. deixa pra lá”…… Tive que eu mesmo ligar e providenciar o conserto

Eu disse:

Eu não posso trabalhar em atendimento ao público… ficaria afastado involuntariamente por 10-33 anos. =x

Adriano disse:

Madre de Dios. a cada dia que passa fico me perguntando se to na área certa ou no vou morrer nessa área tão cedo

Se o problema da internet estar lenta não for problema pra o setor de informática resolver, devemos então passar para papai noel solucionar.Eita quanta ignorância…Seria melhor dizer “apesar de não ser uma questão apenas do setor de TI”,podemos ver com a operadora qual é o problema.A pior coisa é um profissional mal e com má vontade, seja de que setor for…

Michel disse:

Vish, estava demorando para alguém implicar cmg.

@Mônica, pelo seu relato, vc não trabalha na área né? Bom, qdo vc começar a trabalhar com TI e REALMENTE entender nossa realidade, aí então vc venha falar cmg.

Má vontade? Há, se vc soubesse as coisas q a gente tem q fazer e nem é obrigação de TI, não falaria essas coisas.

Além do q, nem sei pq estou perdendo meu tempo te respondendo: vc não me conhece, não convive cmg. O q sabe a meu respeito? O q lê as coisas q aqui escrevo. E já se acha no direito de me julgar e falar “profissional mal e com má vontade”?

Se doeu com o meu comentário anterior é? Deu uma típica de usuária agora. Ignorância pura.

Michel disse:

@Alexandre Duarte, não dê importância. Usuário(com algumas raras exceções) limita-se a querer seu computador e internet funcionando. Eles não entendem q para q isso aconteça, nem sempre depende da Área de Informática. Por exemplo, manter um computador funcionando é necessário haver peças de reposição, que não tem e que já foi solicitado desde o ano passado e que o setor que compete realizar a compra, não o fez. E que se “cai” um switch da Vivo/Telefônica por exemplo, como o link e equipamento são deles e não nosso(leia-se onde eu trabalho) estamos de mãos atadas e não somos nós profissionais com má vontade q temos q ir lá arrumar.

Mas o q é mais fácil fazer? Entender nossa realidade ou criticar? Criticar, qualquer zé mané consegue fazer.

Binho Silva disse:

Tem gente que fica de mimimi aqui… acho estranho. É tão mais fácil achar a tirinha engraçada e rir. Mas nãaaaaao, tem que reclamar! Rachei de rir com o “no service” kkkkkkk

Michel disse:

@Deja: kkkk.

JP disse:

@Michel acho q vc devia engolir um pouco as suas palavras. A princípio problemas de velocidade de internet são com TI SIM, até onde compete ao usuario saber. Uma vez q vc tenha diagnosticado q o problema é externo, aí sim cabe avisar a pessoa responsavel pelo contrato com a empresa q provê o link e essa pessoa acionar o suporte da empresa. Mas pro usuário final isso é transparente.

Alem disso vc acusou a Monica de nao saber como é a sua realidade, mas vc mesmo não sabe a dela. Pq vc teria certeza de q na empresa dela internet lenta não seria problema pra TI resolver?

vitor disse:

Hey,,

para tempo…
é faz…
nao “fazem”.
hudshuadhuas
mas muito boa a tirinha.
😉

Michel disse:

@JP, sim, eu acho que você está certo. Entretanto, não tem como eu retirar o que já foi escrito por mim, mas reconheço que eu estava errado. Eu gostei da forma que VOCÊ colocou as coisas e não como foi colocado pela outra pessoa. Vivendo e aprendendo.

Só uma coisa que eu quero esclarecer: eu não acusei ninguém de nada. Não sou esse tipo de pessoa q sai apontando dedo para os outros. Qdo falei que aquela pessoa não conhece a realidade onde eu trabalho, é uma constatação, um fato. Se você dissesse o mesmo para mim, não levaria isso como acusação ou ofensa, pq de fato não conheço onde vc trabalha, nem a sua realidade e, portanto, não me meteria a falar coisas como profissional “mal” e com má vontade.

Você JP, ao contrário, apontou o meu erro sem precisar apelar para ofensas. Isso se chama educação e tbm gestão de pessoas. Obrigado.

Mônica Carneiro disse:

Eita discursão besta e por tão pouco.Bem tem gente que diz “que não conheço seu trabalho” eu respondo que nem você muito menos o meu!O problema da internet sim é com o setor de TI,ao menos onde eu trabalho.Eu não estaria nem aí se meu trabalho não dependesse de rede internet ou intranet.E apesar de ser apenas usuária não fico amolando as pessoas do setor de TI a toa,se eles tem muita demanda não sabem que eu também tenho as minhas.Acho sim que falta as vezes um pouco de sensibilidade de quem trabalha na área em muitos momentos.Ao menos pra dar um retorno simples.

Mônica Carneiro disse:

Pior que morri de rir com a resposta do Michel,levando pro lado pessoal quando na verdade não foi…Se estressando por tão pouco kkk.Relaxa “mermão”

JP disse:

Na verdade relendo meu post tb acho q eu fui mais rispido do q devia, foi mal ae. Mas pelo menos serviu pra algo produtivo.

Humm, uma discussão na internet q acabou com as pessoas concordando… Eu devo ter caído em um portal dimensional e fui parar em um mundo paralelo. Só pode ser isso! 🙂

Michel disse:

@Mônica: talvez seja muita cara de pau minha, mas peço desculpas pelas minhas colocações. Infelizmente eu tenho esse defeito de levar as coisas para o lado pessoal(mesmo que no fundo não seja). E eu consegui descobrir pq faço isso, é uma coisa q tenho q tratar(comigo mesmo). Acho q já fiz algumas evoluções, mas ainda precisa melhorar.

@JP: no começo não gostei do seu “engolir as palavras”. Mas, vc estava com a razão. Sou daquelas pessoas q fala o pensa e vc sabe q isso é uma faca de 2 gumes: por um lado vc é sincero e autêntico, por outro lado pode acabar falando coisas q não devia. E é aquela história, quem fala o que quer, ouve o q não quer.

Mas como vc msm disse, foi produtivo. No fim das contas, lendo seu post e relendo o que a Mônica escreveu, no fim das contas, vcs 2 estavam se referindo a mesma coisa: o usuário precisa de uma resposta/um retorno, ainda que lá no fundo, quando depende de terceiros, a responsabilidade não seja só da Informática de tal empresa. Continua sendo no sentido de dar uma resposta para o usuário. Acho q foi isso que a Mônica quis dizer desde o começo.

Kkkkkk, q exagero: bom, eu ñ tenho problemas em reconhecer meus erros. Às vezes reconheço por mim mesmo, outras vezes, como foi este o caso, outras pessoas acabam me mostrando. Só tenho esse defeito q falei de levar as coisas para o pessoal, mas se Deus quiser, vou melhorar isso tbm.

E espero q tudo acabe msm numa boa com vc JP e com a Mônica.

PS: como coloca emoticons aqui?

Mônica Carneiro disse:

Hum que bonitinho (Michel)agora se empolgou ,esse “povo de TI” sei não. (risos) eu me enxerindo aqui nessa conversa.só da nisso “pobrema que su Gesus resolver”.Pessoal já tem tirinha nova,vamos ler…

Michel disse:

@Mônica, eu fico contente qdo tudo acaba bem 🙂

Hum, eu já comentei a tirinha nova XD.

Anderson Carvalho disse:

Podia ter mais dois quadros com a história.

O Cliente liga, preciso que olhe meu computador urgente, desde semana passada não funciona.
-Por que o senhor não ligou a semana passada
-Por que agora que estou precisando.

Isso acontece direto aqui…

Deixe uma resposta

© 2016 Vida de Suporte | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro