TOPDesk

ECAD

Publicado em 09/03/2012 em Coffee Break,SUPORTE - A Série

Vida de Suporte

Ei ECAD, eu canto pra ninar meus filhos. Devo pagar pela quantidade de crianças ou pelas idades?

Não entendeu? Clique Aqui! e Aqui!

11 Comentários

Kwizatz disse:

FOI DEPENADO PELO CRUZEIRO!!!!

César Augusto disse:

depois reclamam dos “meios alternativos”; mas, tudo que é “regular” é taxado!

Felipe disse:

Ei ECAD canto no chuveiro, terei de para por banho ou por gotas de água ?!

Saraiva disse:

Milas Key! Acabo de postar no FB que pneu do meu carro canta mais que o Pavarotti… Lá vem o boleto… KKKKK

Guil disse:

Eu não acredito no que eu acabei de ler. Por favor, me diz que é brincadeira! Esse pessoalzinho aí acha que nós somos o quê? Máquina de pagar? Que trabalhamos só pra mantê-los? Se for assim, nunca mais poderemos assistir um filme ou ouvir uma música mais de uma vez, porque seremos cobrados por reprodução. Ah, vá a m#rd@! A gente se mata pra ter alguma regalia e me aparece uma dessas. Querem que a gente volte pra idade da pedra? Pois sim, voltaremos. Vamos deixar todo a tecnologia e informação de posse de robôs; quero ver se eles vão ter dinheiro pra pagar essa conta aí. Haja paciência.

Daniel Faria disse:

O ECAD é ridiculo. E outra o Brasil é unico país que parece que só anda pra trás..rsrs. Já nao basta acabar com os download, deletar videos (audio) do youtube e agora isso ?? Esse país eh uma m……… mesmo. rs

Vanguard disse:

1. ECAD esta sendo anticonstitucional pois esta inibindo representações artisticas(neste caso sem fins lucrativos pois não pagamos para o blog para assistir nele)

2. Eles assinaram (Segundo o youtube) um acordo que visa a isenção de taxas para quem colocar videos deles em blogs e sites (veja o link: http://youtubebrblog.blogspot.com/2012/03/sobre-execucao-de-musica-em-videos-do.html)

Vanguard disse:

outra coisa interessante.
Quem precisa pagar?

4. Todos os veículos que realizam “transmissão” estão sujeitos à cobrança. Isso inclui rádios, emissoras de TV, sites na internet e outros. Não faz diferença se o site estiver hospedado no Brasil ou no exterior – o que importa para o Ecad é se ele provê acesso para o público brasileiro. Se sim, tem que pagar. É o caso do YouTube, por exemplo, que está hospedado nos EUA, mas paga para o Ecad porque pode ser acessado no Brasil.

5. Importante: as regras do Ecad só valem para streaming, ou seja, incorporações (“embeds”) de sites como YouTube, Soundcloud, Vimeo, etc. e transmissões ao vivo. Material disponibilizado apenas para download (em .mp3 ou .avi, por exemplo) não conta.

6. Não importa se o site está fazendo streaming do U2 ou de uma banda independente do interior do Mato Grosso: nos dois casos, a cobrança é a mesma. O Ecad avalia os sites de acordo com o tipo de distribuição que ele faz do conteúdo, e não de acordo com os artistas envolvidos na transmissão ou com a quantidade de vídeos e músicas publicados.

Kav disse:

Vem ECAD, vem cobrar de mim, eu também canto no chuveiro…

Susana disse:

Da uma olhada nesse joguinho arrECAD

http://apps.facebook.com/arrecad/

muito bom hehehe

HeDC disse:

Eles desconhecem o Código de Defesa do Consumidor QUE PROÍBE CLAUSULAS ABUSIVAS que há aos montes nesses “licenciamentos”. Pagou, É SEU, VOCE FAZ O QUE BEM QUISER DEPOIS e pronto!
Quer ser mais ousado, se arme:
CMI Brasil – Por que somos contra a propriedade intelectual?:
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2002/06/29908.shtml
Ausência de lei de direitos autorais era o motivo da expansão industrial na Alemanha – BOL Notícias:
http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2010/08/19/ausencia-de-lei-de-direitos-autorais-era-o-motivo-da-expansao-industrial-na-alemanha.jhtm
Pablo Ortellado » Compartilhar livro é direito:
http://www.gpopai.org/ortellado/2012/06/compartilhar-livro-e-direito/

Deixe uma resposta

© 2016 Vida de Suporte | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro