TOPDesk

Cuidado ao comprar HD externo, ele pode ter mais porcas que GB

Publicado em 12/04/2011 em Jornalismo,Por aí...

Abaixo trecho de artigo publicado no Blog Tecnologia pra Todos da Raquel Lima

Cuidado geeks do mundo: mais um exemplo de criatividade usada para o mal e de como o Xing ling chegou ao next level. A vítima da vez, além dos compradores, é a Samsung. O golpe denunciado por blog russo e pelo Guiadohardware.net é o seguinte: clona-se o case do HD externo de 500 GB da Samsung – inclusive logos e certificados – e dentro está nada mais que um pen drive de 128 MB. Como tem gente sendo enganada? Duas porcas simulam o peso do HD externo e predem o pendrive cujo controlador funciona em repetição, fazendo o sistema reconhecer uma partição de 500 GB.

High Tech
Olha a engenharia aí…

Antes de rir de quem comprou, saiba que o golpe é refinado: : ao gravar arquivos, o gerenciador copia o nome e os exibe, inclusive informando os tamanhos Clique aqui para continuar lendo…

Analista de Sistema e Técnico de Informática podem ter profissão regulamentada

Publicado em 22/03/2011 em Jornalismo,Por aí...

Trecho do artigo publicado no PCI Concursos

As profissões de analista de sistemas e técnico em informática serão regulamentadas se o Senado e a Câmara aprovarem o projeto de lei do Senado (PLS) 607/07. Atualmente a proposta aguarda a decisão final, em turno suplementar, da Comissão de Assuntos Sociais, onde é relatada pela senadora.

De acordo com o texto em exame na CAS, a profissão de analista de sistemas seria exercida por pessoas diplomadas em análise de sistemas, ciência da computação, processamento de dados ou engenharia de software. Também estariam autorizados os profissionais que tenham exercido a profissão comprovadamente por, pelo menos, cinco anos, assim como os que tiverem feito graduação no exterior e revalidado seus diplomas no Brasil. Clique aqui para continuar lendo…

Trabalhadores de TI de SP entram em estado de greve

Publicado em 21/03/2011 em Jornalismo,Por aí...

Ministério Público pede adiamento da paralisação para tentar acordo até terça

Durante reunião de conciliação realizada hoje (18) entre o sindicato patronal (Seprosp) e o Sindpd, a procuradora regional do trabalho, Dra. Laura Martins Maia de Andrade, pediu ao sindicato que adie o início da paralisação até a próxima terça-feira (22), quando será feita uma nova audiência com o objetivo de chegar a um acordo… Clique aqui para continuar lendo.

Audiência nesta sexta tenta evitar greve de TI

SÃO PAULO – Para tentar evitar greve de trabalhores de TI em São Paulo, o Ministério Público do Trabalho em São Paulo/Procuradoria Regional da 2ª Região convocou Sindpd e Seprosp para audiência nesta sexta.

Segundo informa o sindicato paulista dos trabalhadores de TI em seu site, o órgão paulista emitiu uma notificação ontem convocando uma reunião, para esta sexta, 18, às 10h30, com as presenças do presidente do Sindpd, Antonio Neto, e dos representantes do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo, o sindicato patronal… Clique aqui para continuar lendo.

Site do SINPD (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo)

As discussões sobre a mídia

Publicado em 22/09/2010 em Jornalismo,Por aí...


Artigo de Luis Nassif

Dois especialistas respeitados, Cláudio Weber Abramo e Eugênio Bucci, discorrendo sobre os conflitos Lula x mídia; e Mônica Waldvogel tentando arrancar ameaças à liberdade de imprensa.

Em nenhum momento abordam a essência da velha mídia, a falta de um ambiente competitivo, as distorções na Justiça impedindo o direito de resposta.

Abramo insiste na tese de que parte relevante das denúncias contra a Casa Civil foi confirmada.

As denúncias comprovadas: jogo de lobby do filhos de Erenice Guerra e de seus companheiros prometendo facilidades.

As denúncias não comprovadas. Só essas:

1. O lobista que disse que entrou no apartamento de Erenice sem caneta, ou qualquer objeto que pudesse ter gravador, e negociou pagamento de R$ 4,5 milhões.

2. A informação de que Erenice teria dito que o dinheiro ia para “a chefe”.

3. A informação de que o BNDES vetou um financiamento de R$ 9,2 bilhões a um escroque (que sequer tinha um contrato assinado com a empresa fabricante) por não ter pago uma propina à Casa Civil.

4. O besteirol sobre a propina do Tamiflu.

5. A não comprovação de que tenha ocorrido qualquer uma das facilidades oferecidas.

Bucci tem visão mais sistêmica. Entende a imprensa como algo que vai além dos veículos. Seu problema é analisar um modelo ideal que não existe na prática. Dizer que o Judiciário é ameaça à imprensa é ignorar que não existe defesa hoje em dia para vítimas da imprensa, especialmente contra os grandes grupos, que não existe o direito de resposta. Ao afirmar que que há diversidade nos veículos simplesmente passa por cima da estrutura de formação da opinião midiática: o sistema dos grandes jornalões de São Paulo e Rio, mais Abril e principalmente a Globo.

Os dois entrevistados dividem a mídia em dois grupos: o jornalismo empresarial, livre, não partidário; e a imprensa do interior, manipulada. Bucci é mais ponderado, inclusive reconhecendo abusos da mídia e admitindo que nunca o país atravessou uma fase de liberdade de imprensa como a atual.

Mônica Wandovgel insiste em teorias conspiratórias, diz que paira a ameaça sobre a “lei dos meios”. Prova disso: emails que recebe de leitores irados. Ponderado, Bucci considera que Brasil não é Venezuela. Mas Abramo diz que tudo se pode esperar já que ele próprio divide o mundo entre a virtude (a imprensa empresarial) e o banditismo (o sistema político).

Abramo considera que a única forma válida de jornalismo é o da redação convencional. E a imprensa só melhorará se houver desenvolvimento econômico porque com mais desenvolvimento haverá mais demanda por informação. Ou seja, os defeitos da imprensa – se existirem – se devem à falta de desenvolvimento. O pai Cláudio Abramo certamente seria um pouco mais sofisticado em suas análises.

Bucci entende que a maneira de melhorar a imprensa é aumentar a liberdade de imprensa: uma maneira sutil de dizer que é necessário mais competição na mídia. Dentro das limitações de, hoje em dia, fazer a crítica à mídia respeitando limites estreitos – para não ser banido do espaço conquistado – Bucci se comporta com isenção.

Leia mais em http://www.advivo.com.br/luisnassif

Siga Luis Nassif no Twitter.

© 2016 Vida de Suporte | Feito com Wordpress - Desenvolvimento por Dk Ribeiro